domingo, 3 de abril de 2011

Minha Vida É Um Palco Iluminado III

Duda Calvin em Uruguaiana (02/04/2011) é o nosso tema. Foi uma boa surpresa saber que o Armazén 42 trouxe uma atração roqueira para a cidade algo da melhor qualidade. Duda é vocalista da Tequila Baby, uma das melhores bandas do estado. Uma banda que já tocou com Marky Ramone (baterista dos Ramones) e que já foi produzida por Daniel Ray, um dos melhores e mais respeitados produtores de rock n’ roll do mundo.
 
Junto com Duda vieram uns amigos deles para completar a banda de apoio. Um desses amigos é o Davi Pacote, baixista da Tequila Baby, e que nesta ocasião tocou guita. Rodrigo Gaspareto no baixo e Maiquel Dias na batera.

O show foi incrível e cumpriu com o prometido. No repertório havia músicas da jovem guarda, Beatles, Cascavelletes (caralho, isso foi muito foda) e, é claro, Tequila Baby e Ramones.
Os caras são muito humildes, tiveram uma interação direta com o público no show, chamaram uma guria (Kennia) pra subir no palco, outras pessoas também subiram (com stage dive do Angel Tutu) e o agito foi garantido. A roda punk rolou floxa várias vezes.

Depois do show eu e alguns amigos (e outro pessoal lá) invadimos o camarim. Eu já sabia da gentileza dos caras, pois não é a primeira vez que trocamos ideia e já fui em vários shows da Tequila Baby, e o pessoal que foi a primeira vez se impressionou também.

Liberam bebidas para os fãs, e teve a clássica cena do Gaspareto dando uma de garçom com a rapaziada (eu bebi uns refrigerante lá), entre outras coisas bem informais. Conversamos bastante, sacaneamos uns aos outros, enfim eles são seres humanos de carne e osso, e sabem disso, não criam nenhuma hierarquia entre eles e o público.
A minha história pessoal está muito ligada a Tequila Baby e a esses caras. Conheci e me diverti muito com meus amigos e minha noiva nestes shows. O meu primeiro cd de banda punk foi da Tequila Baby, e se não fosse isso, talvez hoje eu seria outra pessoa, e não seria uma pessoa melhor.

Outro fator pessoal foi que o Pacote lembrou de mim de outro show que eu fui e lembrou que comentou uma foto da Nanda (minha noiva) no orkut. Tipo, ele lembrou daonde me conhecia, quem era minha noiva e qual foto dela ele comentou, tudo isso sem eu perguntar. Aliás, quando entrei no camarim, o Moha, que estava lá falou se referindo a mim: “este é um grande cara...” e o Pacote completou: “sim, eu conheço esse cara, o Koalhada”. Tipo, isso é muito foda pra um fã saber que teu ídolo lembra teu nome.

E é isso aí. Acho que eu sempre vou ser “fazinho” de Tequila Baby, e foda-se o que pensam de mim, os caras são gente fina e merecem que eu curta o trabalho e a humildade deles. Uma vez uma pessoa falou “as melhores bandas do mundo que estão em Uruguaiana”. Tipo, gente que tem um estrelismo, que se acha superior a quem curte teu trabalho. Isso não está com nada e a Tequila Baby (assim como o Dance of Days, o Carbona, aBanda Tri e outras) prova isso. Pago pau mesmo.


E pra encerrar, a noite ainda foi muito boa ainda por que encontrei muitos amigos “das antiga” lá, como o Gero, o Pica-Pau, o Rafa Blink, o Luigi e até o Milhouse.

Mais fotos da câmera ruim do Koalhada no 4shared e no orkut.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir